RECOMENDE!

domingo, março 12, 2006

ARMAS

Olá Galera!

Alguns dias atrás meu vizinho, um garoto de 23 anos atirou em sua própria boca, morreu por causa de problemas emocionais, normais em todos os seres humanos. O revólver era dele, pois tinha sido assaltado e levou um tiro, então comprou a arma para se defender. No referendo as armas ganharam o direito de continuar matando. Minha opinião sobre elas continua a mesma e não pretendo mudá-la.
O nome dele é Marcel, quem quiser orar pela familia o nome do pai é Miro e a mãe é Zilda.
um abraço

PROIBIÇÃO DAS ARMAS
Assunto polêmico e com fortes argumentos para ambos os lados. Não podemos negar a necessidade da nossa segurança, do nosso bem estar e da nossa tranqüilidade. Mas quem tem o papel de nos assegurar? A autoridade policial. Ah! Mas esta infelizmente está ineficaz, corrompida e corrupta, então cabe a nós, cidadãos nos armarmos para nos defender. Mas não é isso que vemos na realidade, pessoas que reagem ao assalto geralmente saem prejudicadas. Meu colega é policial, o ladrão roubou a sua moto e ele não reagiu porque não achou oportuno a reação, não conseguiu ver uma reação eficiente, pessoas inocentes poderiam ser atingidas e ele mesmo poderia perder a vida em um momento em que o ladrão já vem desequilibrado, irado com tudo e com todos, pronto para o tudo ou nada, muitos escolhem o cemitério ao invés das grades. E sou eu que tenho que confrontar com este selvagem? O pai do meu amigo 'era' policial reformado da ROTA, chegando em casa foi abortado por um ladrão, reagiu, foi morto na frente da família e o bandido está por ai. Qual foi a vantagem? Teria cara mais experiente para uma reação? Pouco provável. Agora pense se seu filho, uma pessoa "de bem", maior de 21 anos comprasse uma arma. Ao arrumar a gaveta dele você encontra aquela PT cromadona, qual seria a sua reação? Qual a sua reação ao ter contato com uma arma? O ambiente fica pesado, entenebrecido, ninguém vê uma arma como um objeto comum em uma casa. Quem tem equilíbrio para ter uma arma? Um promotor igual aquele que atirou várias vezes em dois rapaz em Bertioga que mexeram com a sua namorada alegando legítima defesa. Ou um juiz como aquele cearense que matou um segurança de supermercado porque foi impedido de entrar. Temos também exemplos como o Sr. Pimenta, diretor jornalista, homem culto, mas por mero desequilíbrio emocional matou uma pessoa que estranhamente ele a amava. Temos que proibir o que é errado e o que é um caminho, uma tentação para o mal. E a arma é isto, um diabinho te empurrando ladeira abaixo. E se você não gosta de proibição, vai questionar o Criador, pois desde o início Ele vem determinando o que pode e o que não pode. Não podemos dar total vazão a nossa carne, com sua mentalidade fétida e ilimitada, temos que impor princípios e normas para se viver em uma sociedade e muito mais que isto, tem que haver punições severas e exemplares para os fora-da-lei. Porque se não for assim, logo teremos pessoas transando nas ruas, mesmo porque já andam semi-nuas. É como a censura, é um instrumento essencial para a formação da sociedade. Liberdade de expressão é coisa do diabo, é o outro extremo da ditadura, quer se expressar seja como for, que seja em quadro paredes para quem esta afim desta expressão. Seu filho de cinco anos não tem que ficar vendo na televisão que homossexualismo é coisa normal, ou você gostaria que aos 18 anos ele te apresentasse o novo "namoradinho" dele. Quando ouvimos a palavra 'proibição', enfatizamos o lado pesado da palavra, como já ouvi pessoas dizendo "Nunca tive arma, nunca vou ter, mas ninguém vai me proibir de ter", o que incomoda ela é a restrição. E quando se fala em liberdade cristã, há um paradoxo, pois somos livres se formos servos, ou seja, se agirmos de acordo com a mente do nosso Senhor. O diabo que dá esta falsa liberdade aos seus súditos, pode ser homossexual, ladrão, fazer sua própria justiça, ele 'abraça' todos com o propósito de cada um ser o seu próprio deus, senhor da própria vida, vivendo de acordo com a sua vontade e seu estatuto. Somos livres da natureza adâmica se nos tornarmos servos de Cristo, isto é a verdadeira LIBERDADE CRISTÃ. E quantos desses que se denominam cristãos vivem realmente a mente de Cristo ou teremos outros 'Rafaeis', como o Ilha que se posiciona como ministro de Deus e anda com um PT raspada. A imagem de um cristão ter uma arma não se encaixa no cristianismo. Em Lucas 22 Jesus aconselha os discípulos a comprarem uma espada, então alguém lhe oferece duas e Ele disse: "Basta", "chega", do tipo, 'vocês não entenderam nada'. Não fica explicita a idéia de Jesus, mas seus ensinamentos eram quase todos por metáforas, parábolas. Logo em seguida Jesus é preso e repreende a atitude de Pedro ao reagir e diz aos seus perseguidores 'Vocês não me conhecem, não sabem da minha 'natureza', porque vêem com paus e espadas?', ou seja, no coração de Jesus não havia e não há espaço para este tipo de atitude. Não quero me posicionar baseando nas palavras do texto bíblico ou de acordo com a minha avaliação pessoal (pois essa é arrancar o olho, a mão e o coração de um assassino), mas sim tendo como base as palavras que Jesus diz hoje ao meu coração, e suas palavras não me direcionam a pagar o mal com o mal, ou exterminar a maldade matando o maldoso, Jesus diz para nós exterminar a maldade fazendo o bem, levando ao maldoso uma transformação de vida através de um novo nascimento. Ah! Que utopia linda! É verdade, para aqueles que ainda são 'cidadãos' deste mundo isto é uma utopia, algo jamais alcançado. Mas para aqueles que vivem em outro Reino, o dos Céus, Reino que já está instaurado na Terra, sabe que a maldade não está relacionada na nossa nova identidade genética. Quem tinha a maldade no seu coração para retribuir um mal era a velha criatura, hoje na nova criatura todo o mal deve ser extirpado primeiro do nosso coração, para depois avaliarmos a atitude dos outros e retribuir de acordo com a nossa balança. Lembre-se da frase de Abraham Lincoln: "Se você quer conhecer realmente uma pessoa dê poder a ela". Quer mais poder do que ter uma arma? O que um homem com uma arma na mão faria se fosse humilhado, injustiçado ou traído? Será que ele enterraria o orgulho e o poder de sua arma junto com o seu medíocre senso de justiça?
SE O SENHOR NÃO TE GUARDAR EM VÃO VOCÊ TERÁ UMA ARMA, APENAS TERÁ EM SEU CORAÇÃO UMA ENORME BRECHA PARA SATANÁS TE DIRECIONAR PARA A PERDIÇÃO.
Que Deus nos abençoe e nos dê sabedoria para vivermos neste mundo tenebroso, mas cheio de alegria e satisfação dentro da vida abundante que Jesus nos oferece.
UM ABRAÇO
CLODOALDO CLAY NUNES
Sobre o referendo.

Nenhum comentário: