RECOMENDE!

sexta-feira, março 24, 2006

LULA LA

RESUMO DA NOTÍCIA

Sábado, onze de fevereiro de 2006. Jornal do Brasil
Nosso presidente Luis Inácio da Silva em transição pela África, visitou Benin, onde 60% da população é adepta da feitiçaria. Lula participou de uma cerimônia com vodu, dizendo que precisava fechar o corpo, pois estava com urucubaca, após o ritual ele se sentiu mais leve. Neste país há um monumento no vilarejo de Ouidah, o Portal do Não Retorno ao fundo, em homenagem aos escravos que foram enviados para o Brasil. Lula não se retratou, mas relevou o peso da escravidão.



POLITICAGEM ESPIRITUAL

O presidente Luis Inácio Lula da Silva mostrou mais uma vez que se torno adepto do sincretismo político, social e espiritual. Ele já não é o mesmo, ou será que agora ele está mostrando a sua face real? Como disse Lincoln “Dê poder ao homem e você descobrirá quem ele é”, eu acrescento “ou será”, pois a sedução e a ambição pelo poder resgata as suas características mais maquiavélicas, mas também degenera muitas de suas qualidades transformando-as em defeitos terríveis. O Lula de hoje não tem mais identidade, deixou de ser forte esquerda para se enquadrar na neutralidade, quer agradar a gregos e a troianos, mas na verdade acaba decepcionando a todos. O mesmo acontece com o seu lado social, o Lula cabeça chata e barriga vazia do sertão pernambucano já era! Hoje sua cabeça não está centrada na terra árida, ela expandiu os horizontes e vai atrás do novo do mundo e esqueceu parte do seu sangue no seco submundo nordestino. Se eu que tenho água potável 24 horas ao meu dispor me revolto ao ver uma criança chorando com a chegada de um carro pipa no sertão sergipano, pois após uma semana ela iria tomar banho e um senhor desesperado que pegou uma lata suja para tomar um pouco da água que foi transportada por enormes ‘chaleiras ambulantes’, chamados carros pipas. Será que o Lula não vê isto? Se não vê pelo menos deveria se lembrar, pois estas imagens estão gravadas em seu coração. Ele viu que a bomba é muito mais complexa do que sua ínfima mente imaginava, o fome zero é um paleativo para um estrondoso problema que deveria ser prioridade. Agora vemos o Luladão, a culpa é dos outros, “eu não sabia de nada, foi culpas desses daí!”. Vemos que agora a transferência de culpa chegou ao espiritual. Ele governa mal porque estava com urucubaca, que presidente sensível, deveríamos por a disposição um pai de santo ‘Forte’ com uma oração ‘Forte” para proteger o presidente. Porque ele precisa cruzar o atlântico para fazer isso? A Bahia é um celeiro deste tipo de sacerdote, mas é certo que a África é o ventre.
Após o ritual exercido, Lula afirma veemente que está mais leve e persuade seus companheiros a dizerem o mesmo, ou seja, ‘está vendo era mesmo urucubaca, agora vocês vão ver, vai ser diferente’, em ano eleitoral é bem provável que foi tudo intencional. Inclusive atrair o ‘companherismo’ dos praticantes dessa religião, que no Brasil são muitos que tem um pezinho no terreiro ou que pelo menos acreditam neste tipo prática.
Este acontecimento também tem a ver com a face diplomática de Lula, ele é carismático e fala muito e para todo mundo, ele gosta de um discurso, imaginem o quanto seus espelhos e a companheira Marisa agüentaram. Temos que reconhecer que é uma virtude do nosso presidente, mas é andar no fio da navalha, pois como neste caso ele se cortou, não pode haver este tipo de associação política-religião, é semelhante ao que aconteceu com o Ministro Gilberto Gil que foi fazer um show e a platéia não o deixou cantar cobrando melhorias no seu ministério. Quem está no poder tem que ser imparcial a muitas coisas, principalmente religião, sua ‘força espiritual’ pode atuar nos bastidores, mas nunca colocá-la em evidência. Se o Garotinho ganhar para presidente ele não pode governar em nome de Deus, sair anunciando que o Brasil é do Senhor Jesus, isto é usar o nome de Deus em vão e sem permissão e mais do que isso, já está transferindo toda responsabilidade a Deus e ainda vai aumentar a guerra entre as religiões, principalmente contra o evangelho.
Outro dado interessante é o distanciamento que há nas mentes das duas autoridades citadas, o chachá está vivenciando o século XIX e Lula fez ‘um salto para o futuro’(programa de TV sobre educação) sem tocar os pés no presente. O Lula é o homem dos projetos e do futuro que nunca chega e o saudosista chachá é o que mata o presente por falta de opção e motivação, prefere reviver o passado com um toque de glamour. O presente africano está aleatório nas mãos da fome, da AIDS e da violência.
Nós cristãos temos que orar para que nosso presidente busque dentro de um terreiro, um pai de santo que possa fechar o seu corpo integralmente. Ele não precisa de um pai de santo mortal, ele precisa do Santo Pai Yahweh, o verdadeiro e Eterno Pai dos santos e que dentro do terreiro do seu coração irá fazer o ritual da purificação e da unção mediante a fé em Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador. Como o próprio Pai diz em sua Palavra: “Não toqueis nos meus ungidos” (Sl 105.15), “aquele que tocar em vós toca na menina dos meus olhos” (Zc 2.8), “aquele que nasceu de Deus é guardado e o Maligno não o toca” (1Jo5.18).
Primeiramente para se governar tem que ter sabedoria, coisa rara entre os homens, sabedoria que governa para o povo, visando à melhoria do país. Temos que ser mais conscientes ao votar, pois o jovem foi cassado, o sociólogo vendeu o país e o sindicalista está passeando pelo mundo, não vamos agora colocar um religioso para envergonhar o Santo nome do Senhor, o correto é uma intifada, uma revolta consciente contra esta palhaçada arrolada semanalmente nos picadeiros de Brasília. Vamos anular a próxima eleição, voto nulo não é alienação, voto nulo é protesto, se 50% dos votos for nulos, se anula a eleição e aqueles candidatos da eleição anulada não pode se candidatar para a próxima, temos este caldeirão nojento da política em nossas mãos, vamos fazer um rebuliço nesta sopa suja ou vamos fazer como o Lula que responsabiliza o espiritual por sua situação. Não podemos ser coniventes com esta raça de víboras que nos governa e ainda ter base bíblica para o nosso comodismo dizendo que todo autoridade vem do Senhor (Rm 13.1).
E o Lula, coitado, vai continuar culpando a transcendência por causa da sua incompetência.

CLODOALDO CLAY NUNES
22.03.2006

Nenhum comentário: