RECOMENDE!

quinta-feira, outubro 26, 2006

TEMPESTADES NECESSÁRIAS

"E eis que sobreveio no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Entretanto, Jesus dormia. Mas os discípulos vieram acordá-Lo, clamando: Senhor, salva-nos, perecemos!" (Mt 8:24-25)
Aquela não era para ser uma viagem longa, se tratava de um lago pequeno, conhecido por todos e seguro... mas tudo deu errado. Temos cuidado quando calculamos os maiores projetos da nossa vida, mas tendemos a ser desatenciosos e descuidados com o que classificamos de projetos menores, coisas do dia a dia, aquelas bobagens com as quais estamos acostumados a tirar de letra. Vez por outra, no entanto, algo inesperado acontece. E então: "Salva-nos Senhor, não sabemos o que saiu errado, fizemos tudo como sempre fizemos, mas estamos perecendo!" Os maiores imprevistos podem surgir durante as mais despretensiosas viagens, pelos "lagos" que julgamos seguros e absolutamente navegáveis. Mas, tal qual o mar da Galiléia, a vida é traçoeira, esconde e revela subitamente tremendas e inexplicáveis tempestades, incontroláveis temores. Diante de tais imprevisões, de nada vale nossa habilidade, nem quantas tempestades já vencemos no braço. Sempre que nos encontramos vencidos por uma delas, vemos o quanto somos nada; não passamos da mais frágil de todas as criaturas. As tempestades da vida lavam os nossos olhos e nos revelam Deus! Talvez muitos de nós hoje nos encontremos inexplicavelmente encharcados no lado da desesperança, morrendo no convencimento de que inevitalmente "é o fim", impossibilitandos de visualizar saída alguma. Por outro lado, esta é a melhor hora para descobrir Quem Jesus é na verdade, o que Ele pode fazer quando nada podemos, e que Ele é o Único Socorro que resolve. Só Ele é capaz de dizer basta a qualquer tempestade, Ele é Suficiente para nos conduzir ao destino certo, Ele é o próprio Porto Seguro até firmar em solo firme nossos pés...
"Salva-nos Senhor, estamos perecendo!"
Estas palavras têm poder de reversão. São as únicas coisas a dizer quando não há nada a reconhecer senão o fato de que nunca fomos o que pensávamos ser - "habilidosos navegadores". "Repreendeu os ventos e o mar; fez-se grande bonança"(v.26). Quem precisa urgentemente de uma pronta ação em seu barco (vida), busca - e acha - em Jesus a solução! Como seria bom se hoje acontecesse um milagre em nossas vidas...
"Que homem é Este, que até os ventos e o mar lhes obedecem?" - Este é Jesus, a nossa Única e Eficiente Esperança! (Extraído do Ministério Pão Quente Diário-Ric. César)

Nenhum comentário: