RECOMENDE!

domingo, março 04, 2007

SALMO TRÊS

Por Pr. Ariovaldo Ramos
Este salmo foi escrito por Davi no período que ele fugia de Absalão. Absalão era um jovem forte, rigoroso carismático e voluntarioso. O seu meio irmão Amnon, atacou e violentou a sua irmã. Absalão esperava que Davi tomasse alguma posição. Esperava que Davi fizesse justiça. Mas, Davi não fez nada. Extremamente fora de controle, Absalão tomou as dores da irmã e matou o seu irmão. Além disso, rebelou-se contra o pai conquistando aliados dentro do reino e destitui o pai do reinado, fazendo com que fugisse de Jerusalém. Absalão significa “a paz do seu pai”. Entretanto, aqui é exatamente o contrário, pois Absalão se tornou um grande tormento para o rei Davi. Mas, Davi tinha culpa nessa confusão toda. Pelo menos em dois momentos... O primeiro momento é identificado no pecado de Davi contra o próprio Deus. E o segundo, é que Deus havia dito que a espada não iria mais se apartar do seu reino e que o que ele tinha feito às escondidas, seria feito contra ele mesmo de forma pública. O que ele havia feito no oculto com as concubinas na presença de todo o mundo ficaria notório em todo o Israel. Quase todos ficaram contra Davi, na verdade, ele só escapou porque era um guerrilheiro em Israel. No tempo de Saul Davi tinha construído vários esconderijos no deserto. Ele estava se valendo dos velhos esconderijos para escapar da fúria do seu filho. Da mesma maneira em que ele tinha escapado da fúria do rei Saul, escapava de Absalão. Davi voltou à velha situação quando ele era apenas alguém que tinha uma promessa na mão e mais nada. O que nós podemos aprender aqui? Aprendemos que, às vezes, experiências que nos foram amargas, mais tarde podem se revelar em grandes aprendizados. Porque nós pensamos que o que estamos sofrendo hoje é o máximo que podemos experimentar. Pensamos assim, porque não conhecemos o futuro. Pode ser que aquilo que hoje é um sofrimento insuportável, amanhã se torne um grande aprendizado. Davi só escapou porque teve que fugir de Saul, senão, Absalão o teria encontrado e destruído. Ele não conseguiu porque Davi havia aprendido a andar no deserto quando fugia da perseguição de Saul. As pessoas diziam que o que Davi estava passando era por causa de seu pecado contra Deus, através de Absalão o Senhor o estava punindo. A lógica dessas pessoas era que se Deus estava punindo a Davi, então, não havia salvação para ele. Essa era também, a lógica dos seus inimigos. Eles se perguntavam entre si: “porque Davi está perdendo o reino? Porque ele tem que fugir de seu próprio filho? Porque Deus o está punindo?”. E Deus o está punindo mesmo. As causas são claras em sua história: ele tomou a mulher de Urias e, ainda o assassinou. Além disso, foi um péssimo pai, pois viu o filho fazer o que fez com sua própria filha e não tomou nenhuma atitude - o que levou o seu filho Absalão a concluir que o pai já não estava em condições de governar e que não entendia mais o significado de ser um rei. Não tinha nenhum compromisso com a justiça e principalmente com Deus. Portanto, partindo desse princípio, Absalão fez uma grande campanha contra o pai. Não era difícil convencer o povo de Israel de que o rei Davi era um louco maldito e que tinha cometido muitos erros. A conclusão era aparente: esse homem rompeu com Deus não sabe mais o que significa governar o reino, portanto, não tem o direito de estar no trono. Mas a punição de Deus era para promover arrependimento e não destruição da pessoa. Eles diziam: “Não há mais salvação em Deus para ele, pois Deus o abandonou”. Aprendemos outra lição aqui neste salmo. É que Deus nunca está contra os seus escolhidos, ao contrário, Ele está sempre a favor, por causa disso, corrige. Se Deus não corrigir é sinal que não está se importando. E isso deve nos deixar preocupados. Mas Deus corrige a todos aos que ama, e o faz da maneira que Ele quer, promovendo uma transformação genuína em seus corações.

Nenhum comentário: