RECOMENDE!

terça-feira, julho 03, 2007

pregador e o barbeiro

Um pregador e um barbeiro ateu estavam caminhando, certo dia, pela área mais pobre da cidade. Disse o barbeiro ao pregador: "Esta é a razão pela qual eu não posso crer que exista um Deus de amor. Se houvesse um Deus tão especial como você diz, não permitiria toda esta pobreza, doenças, miséria. Ele não permitiria que esses vagabundos viciados espalhassem drogas destruindo vidas e famílias. Não, eu não posso crer em um Deus que permite tais coisas." O pregador ficou calado até que encontraram um homem completamente desleixado e imundo. Seu cabelo caía pelo pescoço e sua barba cobria todo o rosto. Disse o pregador: "Você não pode ser um bom barbeiro. Se fosse, não permitiria que esse homem continuasse a viver neste bairro sem um corte de cabelo e um barbeado." Indignado, o barbeiro respondeu: "Por que me culpa pela condição deste homem? Eu não posso fazer nada por ele. Ele nunca veio à minha barbearia. Se viesse, eu poderia transformá-lo em um cavalheiro!" Olhando penetrantemente para o barbeiro, o pregador falou: "Então, não culpe a Deus por permitir que essas pessoas continuem a viver desta forma. Ele convida, constantemente, a todos para vir e receber a salvação dos pecados e a vida abundante. O motivo dessas pessoas continuarem a ser escravas do pecado e do mal é que recusam a pessoa que morreu para lhes salvar e libertar."

Nenhum comentário: