RECOMENDE!

quarta-feira, abril 23, 2008

Nossa FCC

A nossa Festa de Conclusão de Curso foi ótima, só não foi excelente porque nem todos a prestigiaram. Senti muita falta de muitos irmãos que lutam ao meu lado na trincheira dos estudos. Tempo que aprendi a amar e a confiar em muitos deste pelotão. Tempo que aprendemos a compartilhar informação, necessidades e o nosso coração. Foi uma corrida que nos estávamos proposta, uma maratona de quatro anos que diferentemente das outras, não tinha um vencedor, mas vencedores, por isso a motivação em correr em equipe. É certo que falhamos muito neste quesito, entretanto o espírito de união sempre esteve em nós. Triste foi ver muitos abandonarem a prova por vários motivos, mas alegre foi cruzar a linha de chegada com uma boa turma.
Na hora do pódio, da satisfação e da alegria, faltaram alguns. No momento do reconhecimento e da satisfação de receber este reconhecimento, alguns não estavam. Agora no momento da festa e da comemoração, muitos não deram importância. Sei que para pouquíssimos não houve como ir mesmo. Mas tenho comigo que tudo na vida é questão de prioridades, se priorizar dá tempo e tem como. É questão de valorizar uma coisa mais que outra. É valorizar um dia alegre com os amigos, mesmo que não os considere como amigos, sempre serão os colegas da faculdade de um curso com ênfase espiritual.
Mas mesmo assim nossa festa estava um espetáculo. Um belo dia num belo sítio com belos amigos desfrutando de um belo banquete. Sobrou muita comida porque esperavam o prestígio dos irmãos. Nos carros também sobraram lugares porque contávamos em ajudar os irmãos que não tem transporte, mas tudo bem.
Quantas cenas foram gravadas na memória e algumas mais fortes ficaram no coração. Nosso jogo bola com meninos e meninas juntos, depois só os fedidos. O divertido Uno que demos boas risadas. As crianças brincando e apreciando toda aquela maravilha. E foi bom ouvir as músicas tocadas pela Rose, assim como participar, é claro, de uma discussão teológica. Aliás, não existiu momento ruim, a não ser a hora de dar tchau e ir.
Este tipo de confraternização é muito importante para o coletivo porque continua alimentando e dando vida para o nosso grupo, entretanto é importantíssimo para o individual, pois além da alegria de rever os irmãos e cativar estas amizades, há também o papel ministerial e espiritual que pode gerar frutos riquíssimos para cada um. Talvez até hoje nós não desfrutamos muito desta área porque a grande maioria ainda não exercita um ministério de peso em suas igrejas. Sabemos que isto é fato, os problemas irão chegar, ou melhor, aumentar. E fora os problemas ‘seculares’, teremos que direcionar cada vez mais a atenção para as batalhas espirituais, tanto as nossas como as dos nossos liderados e ninguém consegue isto estando abandonado. E nada melhor do que ter um grupo que caminhou e cresceu junto espiritualmente. Por isso vamos alimentar nossa união.
Já falei com os irmãos no sítio para fazermos outras confraternizações e mais, nos encontrar para ajudarmos necessitados e também encontros com fins espirituais. Sendo assim já estamos preparando o próximo encontro que será no meu sítio. Podemos ir num dia voltar no outro para fazermos uma vigília ou podemos fazer um bate-volta como desta vez. É só questão de conversar para juntos a alegria saborear.

Clodoaldo Clay Nunes
22.04.2008

Nenhum comentário: