RECOMENDE!

sábado, agosto 29, 2009

AME E DÊ VEXAME!

VOCÊ AMA AQUELA PETULANTE.
VOCÊ ESCREVEU DÚZIAS DE CARTAS QUE ELA NÃO RESPONDEU.
VOCÊ DEU FLORES QUE ELA DEIXOU A SECO, VOCÊ LEVOU PARA CONHECER A SUA MÃE E ELA FOI DE BLUSA TRANSPARENTE.
ENTÃO?
ENTÃO QUE ELA TEM UM JEITO DE SORRIR QUE O DEIXA IMOBILIZADO, O BEIJO DELA É VICIANTE E VOCÊ ADORA BRIGAR COM ELA E ELA ADORA IMPLICAR COM VOCÊ.
ISSO TEM NOME.
VOCÊ AMA AQUELE CAFAJESTE.
ELE DIZ QUE VAI LIGAR E NÃO LIGA.
ELE NÃO EMPLACA UMA SEMANA NOS EMPREGOS, ESTÁ SEMPRE DURO, E É MEIO GALINHA.
ELE NÃO TEM A MENOR VOCAÇÃO PARA PRÍNCIPE ENCANTADO, E AINDA ASSIM VOCÊ NÃO CONSEGUE DESPACHÁ-LO. POR QUE VOCÊ AMA ESTE CARA ?
AH, O AMOR, ESSA RAPOSA. QUEM DERA O AMOR NÃO FOSSE UM SENTIMENTO E SIM UMA EQUAÇÃO MATEMÁTICA:
EU LINDA + VOCÊ INTELIGENTE IGUAL A DOIS APAIXONADOS.
NÃO FUNCIONA ASSIM. NINGUÉM AMA OUTRA PESSOA PELAS QUALIDADES QUE ELA TEM.
CASO CONTRÁRIO OS HONESTOS, SIMPÁTICOS E NÃO-FUMANTES TERIAM UMA FILA DE PRETENDENTES BATENDO À PORTA.
O AMOR NÃO OBEDECE À RAZÃO.
AMA-SE PELO CHEIRO, PELO MISTÉRIO, PELA PAZ QUE O OUTRO LHE DÁ OU PELO TORMENTO QUE PROVOCA.
AMA-SE JUSTAMENTE PELO QUE O AMOR TEM DE INDEFINÍVEL.
HONESTOS EXISTEM AOS MILHARES, GENEROSOS TEM ÀS PENCAS, BONS MOTORISTAS E BONS PAIS DE FAMÍLIA, TÁ ASSIM, Ó.
MAS NINGUÉM CONSEGUE SER DO JEITO QUE O AMOR DA SUA VIDA É.
Texto extraído do livro "Ame e dê Vexame", Editora Novo Paradigma (escrito por Roberto Freire).

Nenhum comentário: