RECOMENDE!

terça-feira, janeiro 12, 2010

SENTA A PUA!

O grito de guerra "Senta a Pua" surgiu na Base Aérea de Salvador em 1943/44 quando lá servia o 1º Ten.-Av. Firmino Ayres de Araújo. Zé Firmino, como era conhecido, era um paraibano, todo desengonçado, do tipo que chama todo mundo por "Zé".
Nessa época surgiu no nordeste a gíria "Senta a Pua", e Zé Firmino a utilizava para apressar os motoristas nas suas viagens. Isso obrigava o homem a correr um pouco acima do limite.
Quando veio o voluntariado para o 1º Grupo de Aviação de Caça que combateria na Itália, este grito foi levado para o Panamá junto com três candidatos cedidos por Salvador. Do Panamá, onde o grupo fez seus primeiros treinos ele foi levado para os Estados Unidos, onde os voluntários tiveram o primeiro contato com os P-47 Thunderbolt, suas principais armas contra o nazi-facismo.
Já na Itália, o "Senta a Pua" foi ganhando corpo e se transformou no grito de guerra dos Jambocks, nome código do 1º Grupo de Caça.
Agora só faltava um símbolo que surgiu no deslocamento dos Estados Unidos para Livorno, na Itália, a bordo do UST Colombie, pelas mãos do Cap. Fortunato Câmara de Oliveira.
A idéia básica é o avestruz, que retratava a velocidade e a maneabilidade do avião de caça P-47, como também o estômago dos veteranos devido a péssima comida recebida a bordo do UST Colombie. O boné do avestruz representava a robustez do P-47 e proteção ao piloto, e o céu do Brasil com o Cruzeiro do Sul em destaque. A pistola insinua a potência de fogo do Thunderbolt que possuía oito metralhadoras "ponto cinqüenta", quatro em cada asa; duas bombas de quinhentas libras, uma bomba de napalm ou gasolina gelatinosa e seis foguetes de cento e cinco milímetros. Ao fundo vermelho, que eterniza o sangue derramado pelos pilotos mortos e feridos em combate, vê-se uma nuvem cúmulo que representa o espaço aéreo, e uma bolota de fumaça negra e os estilhaços, que é a artilharia inimiga. E circulando o símbolo a faixa dupla verde-amarela lembrando a nossa Pátria Brasil. Por fim a exclamação "Senta a Pua", o grito de guerra dos pilotos de caça.. os de ontem e os de hoje.
dados:

Nenhum comentário: