RECOMENDE!

sexta-feira, abril 23, 2010

Ai, ai, ai...






De onde vem esta depressão
Que cala minha expressão
Enche-me de dor
Um enorme horror

Não sei se vem de fora
Ou se vem de dentro
Só sei que nesta hora
Sou tomado por este tormento

A pior coisa é a angústia
Um vazio que enche o coração
E estraga o meu dia
Não! Não quero isto não

Livra-me Senhor
Livra-me deste horror
Que em mim faz guerra
E joga-me na terra

Caído, prostrado no chão
Não vejo outra solução
Passar a régua somente
Isto não me convence

Quero a liberdade
Ser liberto da ansiedade
Do medo e da tristeza
Preciso da Sua destreza

Busco em Ti meu Pai
Um caminho feliz
Sem este amontoado de ais
Que me faz infeliz

Ilumina o meu dia
Dissipa o céu nublado
Assim encontrarei alegria
Para caminhar ao Seu lado.

Clodoaldo Clay Nunes

23.04.2010

Um comentário:

Evandro Guzman disse...

Ae Clay... É isso ae brother, melhor maneira de se auto-conhecer e se tornar melhor, digo adquirir um equilíbrio espiritual e tal. Confesso que melhorei muito como ser humano depois de começar a escrever e jogar para fora tudo o que me atormentava, e agora com o passar dos anos, tenho me aperfeiçoado, e com mais serenidade esperado coisas mais úteis da vida! Teus textos são muito bons! Parabéns. Os caras mais incompreendidos são os melhores poetas, ou até gênios "camuflados" esperando o momento de se libertar de vez! Grande Abraço!