RECOMENDE!

quarta-feira, abril 13, 2011

NEGAR O ÓCIO




Na Roma antiga negócio era coisa de escravos e subordinados. Negócio era negar o ócio, ou seja, trabalhar, e isto é sinônimo de tortura. Para as pessoas 'dignas' o ócio era fundamental.

Hoje a situação se inverteu, posso ser bilionário, entretanto tenho que trabalhar. Senão serei mal visto pela sociedade. Tanto é que a pessoa não é reconhecida somente pelo seu nome, pois este tem que estar vinculado a sua profissão.

Nas empresas, funcionários 'tentam' parecer ocupados, e assim, mostram-se úteis e asseguram seus empregos. Mas istotambém e seguido pela maioria dos indivíduos da socidade, pois tenho que mostrar aos outros que faço algo e não passo o dia olhando para o céu.

Tudo isto é mais uma hipocrisia da sociedade porque não vivo da opinião do meu vizinho e se enrolar no trabalho serei muito inocente se achar que o meu chefe não vai perceber. O melhor é ser honesto consigo mesmo e com os outros e não rotular o ócio como coisa ruim.

CLODOALDO CLAY NUNES

Nenhum comentário: